21 de fevereiro de 2010

Whatever Works


(capa do soberbo livro Scenes from The City, Filmmaking in New York)

Whatever Works
, o último filme de Woody Allen, representa a filosofia do protagonista Boris Yellnikoff, interpretado na perfeição por Larry David, que vive a vida sem fazer grandes planos, limitando-se a aceitar as coisas "desde que elas funcionem". 

Yellnikoff é demasiado "genial" para as regras da nossa sociedade. Em tempos foi proposto para o prémio Nobel da Física, é divorciado, maniaco-depressivo, hipocondríaco e sofre de umas pontuais tendências suicidas. Até que um dia conhece uma inocente jovem do sul e tudo muda.

Uma óptima comédia satírica sobre o amor, com excelentes diálogos, boa musica e muito sentido de humor. É dos melhores filmes de Woody Allen e um excelente regresso a New York, que está como há muito não aparecia no cinema.

Sem comentários: