21 de maio de 2013

Caminhos

Há dias, poucos ainda, partiu alguém que, de repente, inesperadamente, quando nada o fazia prever, tinha adquirido uma importância enorme.
Tinha estado ao longo dos anos sempre presente, umas vezes com mais regularidade, outras passando muitos sem nos vermos ou sabermos sequer um do outro.
Nos últimos meses, quase diariamente nos víamos, ou falávamos, ou comunicávamos.
Teve uma vida imensa, muitas vezes solitária, por vezes fria, dura, resistente, quase sempre com muitos por perto, que ajudava de formas diferentes. Acreditava em Deus e muito no Dr. Sousa Martins com quem mantinha uma relação muito especial.
No final, partiu quase só, éramos dois na despedida, dois a acompanharem no funeral.
A vida tem nuances e caminhos surpreendentes. Este, por muitas razões, nunca vou esquecer.